terça-feira, 5 de janeiro de 2010

MAQUIAGEM NA TV NOVO TEMPO


Recentemente um irmão se aproximou e me pergunto porque as moças da novo tempo usam maquiagem e com certeza à muitos irmãos sinceros que estão preocupados com esta situação, é por isso que desejo disponibilizar para vocês a resposta de alguem que trabalha lá... O prof. Leandro Quadros, apresentador do programa "Na Mira da Verdade":


No programa do dia 13/05/2009, um telespectador perguntou o porquê de os apresentadores da Novo Tempo usarem “maquiagem”. Segue logo abaixo a resposta com base no questionamento de outra pessoa:

“… Não concordo que a TV Novo Tempo faça uso de maquiagem e que as apresentadoras usem calça. Os louvores parecem Shows… E os cantores, a invés de cantarem para Deus, ganham dinheiro com isso… Como poderei ensinar minha filha a não ser vaidosa se a TV de nossa igreja está dando um péssimo exemplo? Desculpem-me se minhas palavras foram hostis, mas, é o que eu penso!…” M.J., por e-mail.

A Novo Tempo recebeu com respeito as suas observações.

Nossa equipe não considerou suas palavras hostis em momento algum! Bom seria se todos fizessem esse tipo de abordagem com a mesma educação que tem. Parabéns, amigo. Deu para perceber a sinceridade em suas linhas.

Permita-me fazer algumas observações para que continuemos juntos – você aí de sua igreja e nós daqui, do Canal da Esperança, levando as Três Mensagens Angélicas (Apocalipse 14:6-12) – como uma irmandade unida em pensamento e propósito (1 Coríntios 1:10):

A consciência moral de cada um é muito importante para Deus e deve ser respeitada (mesmo que a pessoa escolha pelo errado. Cada um tem o livre-arbítrio, mas isso não indica que devemos avisar, como mensageiros, que frutos serão colhidos por cada decisão – Gálatas 6:7).

E, quando os princípios básicos da fé cristã e adventista não são feridos, outras coisas são de menos importância (veja: não deixam de ser importantes) porque Deus não fez o homem para estagnar culturalmente – e nem fez uma cultura só. Os anos passam, costumes mudam, mas para o cristão verdadeiro, “seca-se a erva e cai a sua flor; mas a Palavra do nosso Deus [os princípios dEle] permanece eternamente” Isaías 40:8.

O que precisamos aprender no decorrer da caminhada cristã é diferenciar um princípio de um costume. E, temos que ser sinceros: isso não é coisa simples, ainda mais se tivermos muito apegados a nossa visão de mundo. Por isso, é importante analisarmos o que os outros pensam para evitarmos os desentendimentos dentro da igreja. Estou me colocando no seu lugar para responder ao seu e-mail porque sei que essa diferença entre princípio e costume é tênue.

Isso só é possível pela graça de Deus, pois, como ser humano, não tenho essa capacidade. Mas, pela experiência sei que quando deixamos o Espírito Santo ajudar a nos colocamos no lugar do outro, amamos o nosso irmão independente dele pensar diferente de nós e passamos a ver que acima de qualquer costume cultural estão a imutável Lei de Deus (Êxodo 20) e o amor (1 Coríntios 13), de mãos dadas. Com isso já posso esclarecer uma de suas colocações: as coisas que lhe foram ensinadas ainda servem. A verdade não foi projetada e/ou adaptada ao século XXI. Foram adaptados os costumes na pós-modernidade e o Decálogo permaneceu inalterável. A forma como a Verdade está sendo apresentada é que precisa de mudanças porque uma mente pós-moderna não encontrará graça alguma em conceitos expressos numa abordagem da década de 50, por exemplo.

Não posso negar que em algumas igrejas os costumes do mundo estão entrando (ao invés de levarmos a igreja para o mundo). Esse é um problema sério que tem preocupado líderes de todas as grandes denominações religiosas. E, o maior desafio é atrair pessoas para cristo sem ferir os princípios (isso é inegociável) e ao mesmo tempo nos adaptarmos a padrões culturais que sejam puros (Filipenses 4:8).
Mas, no momento vou me ater ao comportamento da Rede de Comunicação da Igreja e não as nossas congregações locais. Vou lhe informar sobre algumas coisas como um cristão jornalista:

1) A Novo Tempo representa a igreja, mas, não é uma igreja. Isso não dá margem para qualquer funcionário deixar de lado a Palavra de Deus (o que seria um pecado). O que quero dizer é que uma rede de TV cristã que comunica Jesus não pode agir do mesmo modo com Adventistas e não-adventistas que entendem as coisas de forma muito diferentes;

2) Por não termos um público só Adventista (para ter uma idéia, cerca 70% do nosso público na rádio vem de outras igrejas!) precisamos adaptar nossa linguagem para que a mensagem de salvação possa ser compreendida por todos, tanto pela dona de casa como pelo que tem Ph.D;

3) Cremos que o costume de usar saias na igreja é totalmente válido, mas, no caso da TV, traz muito mais prejuízos (em certos casos não). Isso porque a câmera tem a tendência de pegar “os detalhes” e, se todas as nossas apresentadoras e entrevistadas se vestissem como se vestem na igreja, qualquer “cruzar de pernas” seria o suficiente para o telespectador ver a peça íntima da moça. Nesse caso, entendemos que se o uso da calça é um fator cultural (na escócia é natural o homem usar saia) e não fere os princípios imutáveis da Lei de Deus, é melhor a mulher usar a calça na televisão do que corrermos riscos de sermos acusados por estimular o adultério mental. Já vi querido irmão na grande feira evangélica em SP – a Expo Cristã – moças de outras igrejas usando saias imorais pior que qualquer calça.
Creio que o problema não está no uso da calça na televisão, desde que ela esteja de acordo com os princípios de modéstia de 1 Timóteo 2:9, 10.

4) Quanto à maquiagem, a recomendação da Novo Tempo é para que não haja os exageros. Alguns podem, em alguns momentos, não seguir essa dica (consciente ou inconscientemente), pois erramos. Mas, nossa liderança está fazendo o máximo para cuidar também disso.
Por que permitimos o uso da maquiagem? Outra questão técnica – e muito séria – está “em jogo”. Como as luzes do estúdio tendem a desfigurar o rosto da pessoa; e a câmera, a capacidade de destacar os defeitos, a imagem de quem está passando o evangelho fica pálida, feia, distorcida e, conseqüentemente, a mensagem ficará comprometida (já pensou o que seria para os telespectadores nos verem com o nosso rosto aparentando doença ou nos achar parecidos com “cadáveres”?).

Recomendamos que os líderes da igreja e os pais apresentem a todas as nossas irmãs e filhas estas questões técnicas. Isso evitará mal-entendidos e também que as pessoas comparem a igreja com uma televisão, no que diz respeito a procedimentos técnicos.

5) Nunca foi propósito da Novo Tempo permitir que o “louvor se tornasse show”. Devido à liberdade artística que é dada aos cantores, pode mesmo haver erros, pois todos somos pecadores e precisamos da graça de Cristo (Romanos 3:23). Mas, fique tranqüilo irmão: nossa Direção e Comissão de Música estão adotando todos os procedimentos necessários para orientar ainda mais de perto nossos cantores para que o Senhor continue sendo honrado com as habilidades artísticas que Ele lhes deu;

6) Uma pessoa que tem um ministério musical também precisa do sustendo por parte da música, assim como eu na minha área e os pastores no sagrado chamado que receberam. Por isso, a Igreja mundial não vê como algo ilícito o ministério da música trazer benefícios financeiros, de acordo com o princípio do Senhor Jesus em Lucas 10:7: “Permanecei na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem; porque digno é o trabalhador [os músicos e cantores também trabalham, e muito] do seu salário…”

7) Sobre os diferentes estilos musicais, especialmente o “pop” que tem tido certo destaque em algumas de nossas músicas, tem sido uma questão muito discutível. Na América, as igrejas onde predominam os irmãos negros, eles sabem fazer uso de tal estilo musical (e acompanhado com palmas) com reverência. Já no Brasil, nem sempre ocorre o mesmo, pois nossa cultura é “bagunceira” por natureza. Por isso, esse aspecto precisa ser mais analisado, pois o que é bom numa cultura pode ser desastroso noutra. Provérbios 4:18 diz que “a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” Acreditamos que sendo a revelação progressiva, Deus nos mostrará as mudanças que precisam (ou não) serem feitas em algumas músicas nossas. Ore conosco para que alcancemos o ideal Divino, ok?

Temos muitos desafios e Deus tem nos ajudado sobremaneira. Nosso coração vibra todos os dias com os milagres que Deus tem feito por meio dos veículos de comunicação da igreja.

Estaremos aqui a sua disposição sempre que quiser fazer suas observações e contamos com suas orações e qualquer outra forma de apoio para que possamos levar o evangelho eterno contextualizado em Apocalipse 14:6-12 a todos os lugares do mundo. Ore para continuarmos lutando contra o poder do mal porque Jesus em breve voltará (Mateus 24:42, 44). E, ao darmos as nossas mãos, apressaremos (2 Pedro 3:12) o momento tão sonhado por nós (Apocalipse 1:7; Filipenses 2:13).

Um forte abraço e que Deus o abençoe ricamente,

Leandro Quadros
Jornalista – consultor bíblico

postado em http://www.novotempo.org.br/namiradaverdade/?p=125

.

0 comentários:

AMIGOS...

A UNICA ESPERANÇA

  ©Template by Dicas Blogger