sexta-feira, 5 de março de 2010

FÓRMULA DE SUCESSO PARA O CULTO J. A.

2 Logo 2010 JA

1. PROPÓSITO DEFINIDO
Deve haver uma razão para realizar a reunião – se não seria melhor não realizá-la.
que vai acontecer? Como isso se relaciona comigo? O que se espera que eu faça?
Cuidado com o “Programa Carrossel” – onde todos sobem a bordo, dão inúmeras voltas, mas não vão a lugar nenhum.
2. PLANEJAMENTO
Planejando um Bom Programa J. A.
Siga as seguintes instruções:
Faça de Cristo o centro de todos os programas;
Proporcione variedade;
Evite pausas longas ou lacunas durante o programa;
Proporcione programas atrativos, vivos e interessantes, sempre dentro da estrutura e
Propósito espiritual adequado.
2.1 PREPARO DO PROGRAMA


A Comissão de programas é a responsável pelo planejamento do programa;
Use o material enviado pelo campo local, adaptando-o às necessidades de sua sociedade; .
Tenha em mente as necessidades de seus membros;
Descubra os diferentes talentos e habilidades dos jovens de sua igreja e atribuam-lhe tarefas de acordo com seus dons espirituais;
Tente envolver todos os jovens;
Explique cada parte aos participantes e dê-lhes uma cópia do programa com a ordem dos eventos, bem como a duração dos mesmos;
Motive e estimule a iniciativa;
Planeje formas de unir as diferentes partes do programa entre si, procurando despertar nos ouvintes uma resposta positiva;
Troque idéias e aceite outros métodos que deram certo;
Envolva todos do auditório o máximo possível;
Considere cuidadosamente o local do programa: aparência geral, limpeza e ordem, recursos visuais, sistema de som, iluminação, ventilação, hinários, etc.
2.2 DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA
Providencie um grupo de recepção;
Comece pontualmente;
Mantenha uma atmosfera adequada ao programa;
Faça uma rápida introdução ao assunto;
Durante o programa deverão ser respondidas as seguintes perguntas:
Qual o propósito do programa?
O que vai acontecer?
Como isto está relacionado comigo?
O que se espera de mim?
Caso haja um debate ou tempo para perguntas, tente criar uma atmosfera livre de preconceitos;
Se o programa inclui um apelo para dedicação, esse deve ser feito de modo atrativo e voluntário;
Aja de maneira espontânea e natural, evitando métodos compulsórios; e
termine programa com um ponto alto.
Dicas para bom desempenho no Culto JA e para atingir os nove propósitos definidos pelo Manual do Ministério Jovem da Associação Geral.
1. Horário Fixo – sempre às 17:00h (UNB);
2. Cultos com regularidade semanal
3. Preparo com bastante antecedência
Observar o seguinte conteúdo:
a. Louvor: Congregacional, solos, conjuntos, etc.
b. Oração: por vários motivos diferentes, em grupos, duplas e individualmente.
c. Testemunho: Notijovem, Pessoais, GAJAS, etc.
d. Estudo da Bíblia: com debates de temas teológicos e jovens, estudos bíblicos, estudos de casos, dinâmicas de grupo, painéis, concursos, etc.
e. Contar sempre com o maior número de jovens envolvidos em alguma parte da programação e envolver todos os GAJAS em todos os Cultos JA.
f. Fazer um Jornal Informativo sobre a Ação dos Jovens Adventistas na Igreja local e no mundo. Ex: NotiJovem.
3. CUIDADOS IMPORTANTES
Bons programas não acontecem por acaso
Requerem planejamento cuidadoso, com a devida antecedência, atenção aos detalhes e esforço.
DEFINIR:
QUEM? (pessoas)
O QUE? (coisas)
QUANDO? (data)
COMO? (meios)
QUANTO? (gastos)
ONDE? (lugar)
4. PREPARO
NENHUM TIME GANHA CAMPEONATO SEM ÁRDUO ESFORÇO.
O êxito só é obtido pelo trabalho antecipado e persistente – pelo menos, 15 dias antes.
Os programas JA só terão êxito se estivermos dispostos a pagar o preço:
Trabalhar bastante e Arduamente.
Previsão – combate os imprevistos.
Ensaiar – tranqüiliza a todos.
5. PROPAGANDA
Princípio da associação – propaganda interessante, programa também será.
Usar recursos visuais.
Anúncios na Igreja.
Cartas pessoais e/ou chamadas telefônicas.
6. PARTICIPAÇÃO
Nenhum programa JA sobreviverá muito tempo se apenas os mesmos 3 ou 4 jovens tomam parte.
Envolva todos em tudo
Descubra novos talentos
Não usar apenas os “fáceis de convencer”
7. PONTUALIDADE
Bons programas começam a tempo, com os membros presentes. Ainda que poucos.
Mostra organização, seriedade e respeito.
Terminar sempre a tempo. Tolerância máxima de 15 (quinze) minutos.
Avaliação do Programa.
8. VARIEDADE
8.1. VARIAR O TIPO:

Mesas redondas
Palestras
Caixa de perguntas
Programas musicais
Dinâmicas de grupo
Concursos, debates, etc.
8.2. VARIAR A ORDEM:
Comece com:
a) música especial
b) Leitura bíblica
c) Pequeno diálogo, etc
O importante é quebrar a monotonia
8.3. VARIAR A MÚSICA:
Ensine novos hinos
Explore os CD Jovens
Utilize instrumentos
Apresente a história dos hinos
8.4. VARIAR A LEITURA DA BÍBLIA:
Um leitor de boa voz
Três pessoas em círculo (cada um lê um verso)
Leitura responsiva
Passagem de memória
8.5. VARIAR O MOMENTO DE ORAÇÃO:
Orações voluntárias
Pedidos de oração
Oração em grupo
Cantar antes e após a oração
8.6. VARIAR OS ANÚNCIOS:
Diálogo
Anúncios cantados
Perguntas e respostas
Em vídeo
Jornalzinho (dois apresentadores)
fonte: aamo

.

2 comentários:

Min. da Mulher Jd. São Bento Novo SP 29 de junho de 2010 09:34  

Olá... Gostei muito do Blog e parabenizo-os pelos assuntos expostos, espcialmete os que se referem aos jovens.

Abraços
Ester

lucas 14 de maio de 2011 17:36  

Olá..gosto muito do seu blog mto bom..e tenho uma idéia diferente sobre organização dos programas ..pois em todos que já fizemos os melhores foram os organizados em cima da hora ou 1 hra antes de começar.Não sou só eu que penso assim mais todo o grupo da diretoria, quando organizamos sai muito monótono ou faltando alguma coisa.Não consideramos desorganização pois já vimos DEUS operar poderosamente em nossos cultos de adoração jovem.Simplismente Deixamos O ESPIRITO SANTO fazer seu trabalhos

grande abraço

AMIGOS...

A UNICA ESPERANÇA

  ©Template by Dicas Blogger